A alegria da colheita

Gosto de verde, de plantas e árvores em geral. Quem me conhece sabe que moro no fim do mundo só por causa da minha amoreira. Mas eu nunca tinha me dado conta da beleza da colheita. Não do sentido figurado de se colher o que se planta; mas no sentido concreto, de ficar olhando a lavoura e o céu e a chuva e as folhas.

As fazendas têm vida própria e, mesmo sob controle, são imprevisíveis. São como crianças livres que querem correr de qualquer lugar para alcançar uma graça que ainda não conhecem.   Dependem das forças da natureza e, dessa, pensamos que sabemos, mas de fato só temos esperanças.

Preparar o solo, separar as sementes, escolher o adubo, preparar as máquinas, organizar os trabalhadores, aplicar a tecnologia, espantar as pragas, prever os números. Nada disso elimina um momento que seja em que o agricultor sente a necessidade de se ajoelhar ao solo e deitar ali umas sementinhas , com suas próprias mãos e suas próprias preces, para que nada se perca. Nada pode se perder quando se produz comida para o planeta. Não fossem as fazendas, toda a gente deste mundão estaria condenada à fome.

E mesmo com tanta responsabilidade, a terra dá seus frutos e logo que aparece a primeira florada, o homem fica excitado com a iminente colheita. E daí vem uma alegria que nenhum outro lugar conhece e, só por isso, todo brasileiro deveria ter a chance de, pelo menos uma vez na vida, visitar uma fazenda de produção agrícola; todo brasileiro deveria ter a chance de, pelo menos uma vez na vida, integrar uma roda de churrasco com os agricultores que festejam o futuro como se fosse certo porque vivem para merecê-lo assim, tão simplesmente.

E enquanto festejam, ficam de olhos fixos no céu. E, quando a chuva ameaça chegar pelo lado errado, pensam com tanta força que às vezes conseguem mesmo convencer as nuvens a irem para os talhões que dela precisam. E finalmente a natureza os compensa com a colheita esperada, garantindo o sustento e promovendo a continuidade do ciclo da vida, porque a colheita nunca acaba; a colheita leva ao novo plantio que leva à alegria da colheita, que leva ao plantio que leva à  alegria…

vista de uma fazenda de soja

Comments
  1. 1492 dias ago
  2. 1411 dias ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>